25.6.16

do lado de cá.

me vejo do lado de fora da vitrine da sua vida.
parada. impossibilitada de seguir adiante ou baixar a vista.
escuto ao longe algum clichê sobre páginas viradas.
faz frio aqui
enquanto observo, em camera lenta, o amor perecer.