19.10.15

Romance Televisivo

Não assisto novelas, mas acabo sabendo sempre de todos os (des)encontros amorosos dos personagens que nem sei os nomes por que minha mãe sempre grita do quarto um anúncio novelesco:
- Olha, eles vão se beijar!
- Ai meu Deus! Ela ta traindo o marido com o filho da vizinha do décimo primeiro andar!
Acabei de ouvir no melhor sotaque nordestino de minha mãe - que sei que um dia vou morrer de saudades, procurar por todos os cantos da casa e nunca mais encontrar:
- Eita! O doutor tá cheio dos porres ligando pra Silvia, falando eu te amo. Ela acabou de noivar com outro!
Pensei, poxa Silvia, você realmente ama o cara com quem você tá noivando? Então por que atendeu o telefone? Atendeu por que na verdade você queria ouvir só mais uma vez que ele te ama, por que é bom saber que alguém no mundo te ama? Que enche a cara por você? Que mete a cara no asfalto por você? Que te pede louco bêbado pra voltar e esquecer o seu noivo babaca? Pra voltar quando você nunca deu sinais de aparecer e esquecer seu desamor? Que pede amor Silvia, mais uma dose de amor, por favor, pra fechar a noite? Que se afoga em champagne cor de rosa por que é doce, e é assim que ele imagina os teus beijos Silvia, doces e cor de rosa. Porra Silvia, isso não se faz.
Que bom que eu não tenho o seu numero de telefone, pensei.