19.10.15

Balada dos corações partidos.

Gostaria de não ter pensado em você hoje, não ter lembrado teu nome, e a maneira como você costumava sorrir para mim, a cabeça pesando no meu peito - ainda consigo sentir. Seu sorriso à uma distância segura, uma distância que se desfazia com um movimento só: te beijo. me beijas. Gostaria de não ter reconhecido em outro os teus olhos, duas profundezas oceânicas extremamente perigosas, um passo em falso e o mergulho não teria volta, continuo a afundar, a confundir afoga-me com afague-me. A verdade é que, depois desses olhos - da cor do fundo mais profundo do oceano - não houve mais nada.